Aprendi que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.

 

Odeio o que a sua falta causa em mim, odeio tudo que você deixou, tudo que levou ou o que nunca fez, odeio qualquer momento que me sinto sozinha, odeio pensar que tudo poderia ter sido diferente, odeio quando fala que me ama depois de ter provado ao contrário, quando diz que tudo vai ficar bem depois de ter me magoado tanto, odeio dormir e nem assim conseguir te esquecer, querer você mesmo sabendo que eu não deveria, odeio saber o que devo fazer e mesmo assim continuar aqui, te esperando. Eu odeio tudo que poderíamos ser, tudo que fomos, ou tudo que nunca tivemos, e mesmo tentando a cada dia te arrancar um pouco mais de mim, eu odeio não conseguir te esquecer se quer um minuto do meu dia. JT

Odeio o que a sua falta causa em mim, odeio tudo que você deixou, tudo que levou ou o que nunca fez, odeio qualquer momento que me sinto sozinha, odeio pensar que tudo poderia ter sido diferente, odeio quando fala que me ama depois de ter provado ao contrário, quando diz que tudo vai ficar bem depois de ter me magoado tanto, odeio dormir e nem assim conseguir te esquecer, querer você mesmo sabendo que eu não deveria, odeio saber o que devo fazer e mesmo assim continuar aqui, te esperando. Eu odeio tudo que poderíamos ser, tudo que fomos, ou tudo que nunca tivemos, e mesmo tentando a cada dia te arrancar um pouco mais de mim, eu odeio não conseguir te esquecer se quer um minuto do meu dia. JT